segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Non, je ne regrette rien - Edith Piaf

Non, je ne regrette rien



Non, rien de rien
Non, je ne regrette rien
Ni le bien qu'on m'a fait
Ni le mal
Tout ça m'est bien égal


Non, rien de rien
Non, je ne regrette rien
C'est payé
Balayé
Oublié
Je me fous du passé
Avec mes souvenirs
J'ai allumé le feu
Mes chagrins, mes plaisirs
Je n'ai plus besoin d'eux
Balayés les amours
Avec leur trémolo
Balayé pour toujours
Je repars à zéro

Non, rien de rien
Non, je ne regrette rien
Ni le bien qu'on m'a fait
Ni le mal
Tout ça m'est bien égal

Non, rien de rien
Non, je ne regrette rien
Car ma vie
Car mes joies
Aujourd'hui
Ça commence avec toi



Não, absolutamente nada
Não, eu não lamento nada
Nem o bem que me fizeram
Nem o mal
Isso tudo me é indiferente

Não, absolutamente nada
Não, eu não lamento nada
Está pago
Varrido
Esquecido
Dane-se o passado
Com minhas lembranças
Acendi o fogo
Minhas mágoas, meus prazeres
Não preciso mais deles
Com todos os seus tremores
Varridos para sempre
Vou recomeçar do zero

Não, absolutamente nada
Não, eu não lamento nada
Nem o bem que me fizeram
Nem o mal
Isso tudo me é indiferente

Não, absolutamente nada
Não, eu não lamento nada
Pois minha vida
Pois minhas alegrias
Hoje
Isso tudo começa com você

Um comentário:

Vera ~ Arte Brasilis disse...

Olá-), estive sem acesso ao seu blog...por algum problema técnico que não permitia completar a página... Mas agora deu certo !!! E tem muita coisa boa pra ler. Caleidoscopicamente legal. Abraço,
Vera ~ ArteBrasilis